Notícias e Informativos

Agilidade e transparência: Câmara de Dores realiza primeira Sessão com votação eletrônica e Painel de Informações Legislativa

  • Fonte: Assessoria de Comunicação
  • Publicado em: 06/07/2017

Mais um avanço para a Câmara Municipal de Dores do Rio Preto foi a implantação do Painel de Informações Legislativas, que irá auxiliar na votação das matérias colocadas em pauta durante as Reuniões. Os vereadores já utilizaram o sistema de votação já na Reunião Ordinária do dia 22 de junho. Além do painel, tablets foram distribuídos aos vereadores e toda tecnologia implantada na Casa tem objetivo de trazer mais transparência e agilidade aos trabalhos legislativos.

Cada vereador agora possui um tablet para confirmar presença durante as reuniões, realizar votações e receber documentos solicitados ao Executivo. Agora, ao invés de pilhas de papéis, o Executivo pode enviar apenas um arquivo digital com o que foi solicitado por cada vereador, iniciativa que gera economia ao município e dá início aos projetos de sustentabilidade da Câmara.

Os vereadores já utilizaram o sistema pela primeira vez durante a 12ª Sessão, quando votaram a aprovação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), aprovada por unanimidade. A votação foi rápida, mais transparente e dinâmica. Inovação implantada nesse ano para agilizar o processo democrático com responsabilidade utilizando os benefícios da tecnologia.

O painel conta com dois projetores com qualidade Full HD, que transmitem em tempo real os votos auxilia na hora de fazer as explanações que precisam de apresentação de fotos, vídeos e áudios. O recurso também ajudará a comunidade durante audiências públicas e em eventos realizados no Plenário, já que o recurso está disponível para a população.

“O objetivo é tornar essa gestão mais moderna, esse foi o segundo passo, o primeiro foi a transmissão ao vivo das reuniões através da Fan Page da Câmara Municipal, agora com o Painel de Informações Legislativas e os tablets. Mais modernidade, agilidade, transparência e economia, o custo dos projetores foi muito inferior ao de leds. Além de gerar menos papéis durante as sessões. Conseguimos com isso tornar o Plenário mais interativo quando acontecerem as audiências públicas ou apresentações de instituições utilizando o espaço da Câmara”. Explicou o presidente da Câmara Sandro Gorini.